“O Senhor dos Ladrões” é mais que um simples infantojuvenil

EM Resenhas
Leticia
1 semanas atrás

O-Senhor-dos-Ladroes-Cornelia-FunkeLivro: O Senhor dos Ladrões
Autor: Cornelia Funke
Nota: 5/5 – Favorito
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 367

É engraçado ler uma obra da qual você primeiro assistiu à adaptação cinematográfica e amou loucamente né? Eu assisti ao filme “O Senhor dos Ladrões” a alguns anos atrás e, desde então, eu fiquei apaixonada pelo filme e pela história, e minha motivação em ler a obra de Cornelia foi justamente essa; e já afirmo a vocês: a obra conseguiu superar as minhas expectativas que, cá entre nós, eram bem altas.

Prospero e Bo são irmãos e recentemente perderam a mãe, por não terem mais ninguém da família além da tia, decidiram fugir juntos para Veneza, local em que a mãe deles sempre amou e da qual contou histórias incríveis. Em Veneza, Prospero e Bo acabam conhecendo Scipio, o famoso senhor dos ladrões e sua ‘’gangue’’ que é composta por Vespa, Riccio e Mosca, juntos eles sobrevivem com os roubos de Scipio sem precisarem da ajuda de adultos.

“Bo e Próspero. ‘’Belos Nomes’’, ele pensou, “mesmo que seja excêntricos”

Pode ser meio sem sentido se olharmos pelo ângulo de crianças sozinhas e roubando, mas “O Senhor dos Ladrões” é um livro muito bom e vai além disso, o enredo é todo em volta das crianças, mas fala de forma objetiva sobre como elas conseguem lidar com assuntos de adulto de forma tão madura e diferente.

O-Senhor-dos-Ladroes-Cornelia-Funke2

Scipio é o personagem mais elaborado da história, vindo de uma família rica, é bom exemplo de que dinheiro não significa boa estrutura familiar. Prospero e Bo são dois irmãos bem diferentes, apesar da mesma base de criação, Prospero é o mais pé no chão de todo o grupo e se mostra muito ético para uma criança de 12 anos; já Bo, no auge de seus 5 anos é bem mimado, teimoso mas também sonhador. Vespa, a única menina do grupo, é a mais responsável, grande leitora, está sempre lendo uma história para os outros garotos ou cuidando deles de algum modo, Riccio é um personagem que muito se tem de sua presença, mas pouco é mostrado de sua história, assim como Mosca, que é apresentado somente como um garoto que fugiu de casa e ama seu barco e sua caixa de ferramentas.

O-Senhor-dos-Ladroes-Cornelia-Funke1

Infelizmente a história acaba não aprofundando muito em todas as crianças, exceto por Prospero, Bo e Scipio que tem suas histórias mais desenvolvidas, os outros personagens ficam meio de lado, mas o engraçado disso tudo é que isso não afeta o interesse do leitor, continuamos presos na leitura e ainda simpatizamos muito com esses personagens, talvez seja a escrita fluída de Cornelia ou até mesmo a aura mágica dessa história que se passa em Veneza. Apesar da história ser focada nas crianças, o livro também tem capítulos narrados por Victor, o investigador que ficou encarregado de encontrar e entregar Prospero e Bo para os tios. Victor é um personagem hilário, e percebemos que mais do que fazer o seu trabalho, ele ama essa função de ser disfarçar e compreende bem o fato das crianças tentarem viver sozinhas e acaba até mesmo simpatizando com elas.

“As crianças são casulos e os adultos são borboletas. E nenhuma borboleta se lembra mais como era ser um casulo. ”

“O Senhor dos Ladrões” é um livro infantil que encanta pelo enredo, pela ambientação, pela escrita e pela magia; cada página lida é um pedaço de Veneza que conhecemos e claro um pouco mais dessa história incrível que Cornelia Funke criou com maestria, e muita pesquisa que foi mostrada em cada expressão italiana que a autora fez questão de colocar na obra.

Leticia
Sobre Leticia

Fanática por HP e As Vantagens de ser Invisível, extremamente ciumenta com seus livros e amigos, tem uma cachorrinha chamada Neve que é o grande amor de sua vida, atualmente estuda psicologia e está cada dia mais fascinada pelo curso que escolheu.

 

COMENTÁRIOS