“Nimona” é a tubarão de peitinhos que você respeita

EM HQ/Graphic Novel
karina
3 semanas atrás

NimonaLivro: Nimona
Autora/Ilustradora: Noelle Stevenson
Tradução: Flora Pinheiro
Nota: 5/5
Editora: Intrínseca
Páginas: 272

A primeira vez que ouvi falar sobre “Nimona” foi em uma sessão da Editora Intrínseca para blogueiros e desde aquela época tive a vontade de ler, vontade essa que eu encaixotei, porque “Nimona” estava super HYPADO e eu não queria criar muitas expectativas e me decepcionar depois, passado um tempo, finalmente peguei para leitura e preciso dizer: “- Não vamos deixar esse HYPE morrer!”.

“Nimona” começou sendo publicada numa web série e deu tão certo que foi republicada na versão impressa e é vencedora do Eisner (Oscar dos quadrinhos) de 2016, onde a personagem principal carrega o nome do título. Nimona é uma metamorfa (pode se transformar em quase tudo o que ela quiser) e sonha em ser o braço direito do vilão Ballister Coração-Negro para derrotar o Ouropelvis, herói do reino, um plot bem simples, mas da maneira que foi construído torna-se original e incrível.

Nimona1

Uma história de camadas que é recheada de ironias e situações divertidas, somos introduzidos a um mundo de fantasia com dragões, tipo uma era medieval, contrabalanceada com eventos e tecnologia, personagens amantes da ciência e situações com Programas de TV que nos remetem ao nosso mundo atual.

A relação dos personagens no passado explica muita coisa do presente, Sir Ambrosius Ouropelvis é o herói e campeão da ‘Instituição de Heroísmo e Manutenção da Ordem’ e tem seu passado ligado ao Lorde Ballister Coração-Negro, pois ambos eram amigos na época de treinamento, até que um “acidente” os colocaram em lados opostos e é aí que está a genialidade dessa HQ, a relação vilão e herói tem várias camadas, uma vez que o quadrinho insinua que Ballister Coração-Negro e Ouropelvis foram mais que amigos de treinamento (a própria Noelle já respondeu em sua página que os dois foram namorados quando mais jovens).

Nimona2

Toda essa relação amor/ódio ganha as pinceladas de sarcasmo e confusão da ajudante “Nimona”, que faz mistério com relação a sua história pessoal, e mesmo tendo um comportamento meio amoral por querer matar todo mundo e tacar o terror no reino, essa é uma história que vai fazer você querer ser amigo (a) do vilão, pois percebemos que ela só reproduz a lei do mais forte, onde quem ataca primeiro não é machucado.

Com traços finos e cores muito bem escolhidas que ajudam a conferir as características dos personagens, estamos sempre numa linha tênue de ambiguidade moral que rege o conceito de ação e reação, a “Nimona” é perigosa ao mesmo tempo que é vulnerável, o que reforça a ideia de atacar antes de ser atacado, uma regra bastante simples para alguém que passou sua existência inteira conhecendo apenas o significado da palavra rejeição. Foram poucos momentos que a transição entra os storyboards me pareceu meio rápida demais (mas nada que estrague o roteiro).

Nimona3

Com personagens muito bem desenvolvidos e uma escrita fluida, a cereja do bolo desse quadrinho é como Noelle conseguiu distribuir personagens fofos e Badass, com destaque para as personagens femininas, pois as mulheres lideram muitas coisas nessa Graphic, além da própria “Nimona”, temos a diretora do instituto que lidera os heróis (ainda que de uma maneira muito controversa e manipuladora) e uma cientista inteligentíssima e fundamental no desenvolver da história, ou seja, essa é uma HQ com Girl Power total, indicada para amantes de quadrinhos ou para quem quer começar a se aventurar nas artes gráficas. A edição ainda conta com “contos” especiais de natal e o processo de criação dos personagens!

karina
Sobre karina

Biomédica por formação , bookaholic por paixão !

 

COMENTÁRIOS

  • Mari Magalhães

    Somente essas fotos com passagens da HQ e todos os pontos que foram citados me deixaram curiosa pela obra. Confesso que nunca li nenhuma história em quadrinhos, mas estou muito disposta a mudar isso ainda neste ano. Já quero conhecer a Nimona o quanto antes e me aventurar nesse mundo cheio de conflitos a serem resolvidos. Ah, fiquei muito contente ao saber da valorização das mulheres que acontece na obra.

  • Alessandra Fernandes

    Oi, Karina!!
    A obra por contar com aventura, suspense, emoção, bom-humor e protagonistas que fogem dos estereótipos trabalhados na maioria dos livros de fantasia medieval logo me chamou atenção. Gostei da forma como a obra foi tratada e tenho a certeza de que as reflexões geradas pela leitura irá me fazer apaixonar pela história.
    Bjs!

  • Lara Caroline

    Oi Karina, tudo bem?
    Eu estou doida para essa Grafic desde que vi o lançamento. Acho as ilustrações muito bonitas, e o roteiro todo da história é encantador.
    Beijos