Especial Mulher: Bordados – Marjane Satrapi

EM HQ/Graphic Novel
karina
4 meses atrás

BordadosLivro: Bordados
Autor/Ilustrador: Marjane Satrapi
Tradução: Paulo Wernech
Nota: 4/5
Editora: Quadrinhos na Cia (Companhia das Letras)
Páginas: 136

“Bordados” é a segunda obra da Marjane Satrapi a qual eu tenho contato, a história é diferente de “Persépolis”. Embora “Bordados” seja uma obra menor, mais específica e que abrange problemas/costumes mais específicos, Marjane consegue elaborar um material riquíssimo culturalmente. A história começa no momento em que os homens da família Satrapi fazem uma cesta após o almoço e as mulheres fazem um chá chamado Samovar.

E num momento de conversas domésticas e simples que temas muito importantes são abordados e apresentados para o leitor; com um tom leve e divertido trata de assuntos delicados e tabu em muitas sociedades. As histórias transitam entre mulheres que tiveram sorte em seus casamentos, outras nem tanto, umas que resolveram seguir os próprios desejos e não se arrependeram, enquanto as que se arrependeram e tiveram que lidar com as consequências.

bordados2

Sabe aquela conversa que sempre temos com as amigas pelo whatsapp ou com a família quando as mulheres se juntam? É exatamente isso que acontece em “Bordados”, mas num contexto diferente, já que a cultura Iraniana tem suas peculiaridades; o cunho das conversas são os casamentos, romances e suas vidas sexuais. Em alguns lugares ou para algumas pessoas esses temas são tabus universais e na realidade iraniana, que tem o peso de uma cultura conservadora sobretudo para as mulheres, nos mostra como elas lidam com isso de maneiras diversas.

Fica claro as questões de gênero, o título faz alusão a uma cirurgia de reconstituição do hímen e com uma linguagem fácil e humorística Marjane experimenta um storyboards sem delimitações, o traço é simples e os textos em forma de caligrafia que nos leva a conhecer histórias de mulheres diversas, umas dizem que é melhor ser a amante do que a esposa uma vez que a amante fica apenas com a parte boa da relação; outra relata que mesmo sendo casada a anos e tendo quatro filhos nunca viu um pênis na vida.

bordados-marjane-3

Esse é um quadrinho diferente de “Persépolis”, mas que carrega uma mensagem tão importante quanto, até no meio dos momentos engraçados a mensagem entregue vai muito além da troca de experiências comum daquele momento em particular, ele suscita a ideia de que no Irã, no Brasil ou em qualquer outro canto do planeta há milhares de situações tabus que envolvem a sexualidade da mulher e o que a sociedade espera delas.

karina
Sobre karina

Biomédica por formação , bookaholic por paixão !

 

COMENTÁRIOS

  • Lara Caroline

    Oi Karina, tudo bem?
    Eu sou doida para ler Persépolis e agora Bordados também. É tão importante escrever essas histórias, que todas as mulheres deveriam ter acesso a um exemplar deste. As ilustrações estão demais pelo que eu pude ver nas fotografias, eu adorei! Quero muito conhecer esta autora.
    Beijos