“Assassin’s Creed – Livro Oficial do Filme” consegue ser melhor que o longa

EM Fantasia
Glauce
6 meses atrás

Assassins-Creed-Livro-Oficial-do-FilmeLivro: Assassin’s Creed – Livro Oficial do Filme
Autor: Christine Golden
Tradutor: Ryta Vinagre
Editora: Galera Record
Nota: 3,5
Pagina: 308

Hoje (12/01), finalmente estreia o filme “Assassin’s Creed”, baseado na franquia de jogos da Ubisoft. Assim como os jogos ganharam sua versão para livros, o mesmo ocorreu com o filme, e o Grupo Editorial Record, pelo selo Galera Record, lançou a obra baseado no roteiro do filme.

O livro “Assassin’s Creed – Livro Oficial do Filme” vai acompanhar o Callum Lynch, um assassino dado como morto, que é levado a Madri, Espanha, para a Fundação Abstergo, onde conhecerá um ancestral que viveu a 500 anos, por intermédio de Animus, uma tecnologia genética que através do DNA possibilita reviver memórias escondidas no código genético. Memórias essas que a Fundação Abstergo deseja, Callum é o último descendente vivo de Aguilar de Nehar, o último Assassino que teve contato com a Maçã do Éden, uma relíquia que a Fundação Abstergo quer encontrar, por causa do seu poder de controlar o livre-arbítrio.

Christine Golden foi a pessoa responsável pela adaptação do roteiro escrito por Michael Lesslie e Adam Cooper & Bill Collage para livro em formato de romance, o que ela fez com maestria. Se você ficou com alguma dúvida sobre o filme, quer respostas para algumas pontas que o roteiro do filme não conseguiu dar ao decorrer do longa, leia o livro. Pelo livro ter sido escrito tendo como base o roteiro do filme, eu julgava que seria igual ao longa, porém não é. O livro vai mais a fundo com relação aos personagens, com as memórias e até com as explicações já existente.

Assassins-Creed-Livro-Oficial-do-Filme1

Exemplos disso são os descendentes de Assassinos Moussa, Lin, Nathan, Emir, que no filme são dados como assassinos, mas não se sabe nada sobre eles. No livro, temos as regressões de cada um deles, mostrando o seu Ancestral Assassino, e algumas vezes até um pouco da personalidade de cada um deles no tempo presente, o que é bem legal, já que ao longo do livro/filme eles acabam interagindo com o Callum, nem que seja com olhares, demonstrando que eles sabem o que ele é, o que sabe, e o que poderá a vir a fazer.

Com relação as regressões, elas são bem mais detalhadas e mostra muito mais além das lutas e perseguição, mostra a personalidade, os pensamentos do Aguilar, é através deles que sabemos logo no primeiro capítulo que Aguilar se juntou a Irmandade praticamente atrás de vingar as mortes dos pais que também eram Assassinos da Irmandade. E que era amante de Maria, outra Assassina que luta ao lado dele durante toda a história.

Diferente do filme, no livro todos os personagens têm nome. A Assassina que passa a história inteira lutando junto de Aguilar se chama Maria, o Mentor é o Benedicto, entre outros. E sabe o que é legal, a frase “Eu fiz isso” no livro é explicada, ela passa a fazer sentido e lógica, vai muito além do que o sentido dado no filme.

Como sempre o livro se tornou melhor que o filme, já que a história flui melhor, os fatos não parecem jogados e desconexo como ocorreu em alguns momentos durante o filme. Falta algumas coisas? Faltam, afinal não se pode fugir muito do que já estava escrito.

Glauce
Sobre Glauce

Sagitariana que ama sua liberdade física e emocional. Uma Biomédica Imunologista de formação, que nutri um paixão não tão secreta pela Bacteriologia e Aviação.... Viciada em livros, sendo uma bookaholic por opção e paixão, que sonha com o brevê... Uma pessoa que se pudesse passaria a vida em curso, uma hora aqui outra lá.

 

COMENTÁRIOS

  • Alessandra Fernandes

    Glauce, fico surpresa em saber que o livro superou as suas expectativas, trazendo uma trama mais detalhada e suprindo a necessidade de saber mais detalhes que o filme não concedeu. Ainda tenho dúvidas se lerei a obra, mas caso um dia eu tenha em mãos, arriscarei a leitura e espero gostar.
    Bjs!

  • Lara Caroline

    Oi Glauce, tudo bem?
    Eu quero muito ler os livros do Assassin’s Creed. Meu namorado me apresentou a esta história e eu achei bem bacana. Que legal que você gostou da história, aposto que eu vou gostar muito também.
    Beijos