“Assassin’s Creed” entrou para a lista de filmes que prometem e não cumprem

EM Cinema
yasmin
2 mês atrás

assassins-creed-posterAssassin’s Creed (Assassin’s Creed – EUA – 2016)
Direção: Justin Kursel
Estrelando: Michael Fassbender, Marion Cotillard, Jeremy Irons, Ariane Labed
Nota: 3/5
Duração: 115 min
Distribuição: Fox Films
Estreia: 12 de janeiro

Enfim chega às telonas o tão aguardado “Assassin’s Creed”, filme baseado na franquia de games da Ubisoft, na qual o personagem por meio de uma tecnologia genética consegue reviver as memórias de seus ancestrais, indo à caça de pista e artefatos que o ajudará na batalha eterna entre Assassinos e Templários. Por se tratar de um filme baseado, já espera que alterações sejam feitas, que surjam elementos novos, tendo isso em mente, vamos ao filme.

Callum Lynch, após ter a sua suposta sentença de morte executada é levado para a Fundação Abstergo em Madri, onde é colocado no Animus – um aparelho de tecnologia genética para ter acessos as memórias escondidas em seu DNA de um Assassino morto a 500 anos, Aguilar, última pessoa viva a saber a localização da Maçã do Éden, relíquia que a Fundação Abstergo está atrás, sob a alegação de querer acabar com a violência no mundo.

assassins-creed1

O filme tinha TUDO para ser um grande sucesso, material de base eles tinham, e vamos falar, de ótima qualidade. Porém, “Assassin’s Creed” entrou para a lista de filmes baseados em games que prometeram, mas não cumpriram.

Para quem conhece o game algumas coisas fazem sentido, mas para quem nunca jogou ou não leu os livros baseado também na franquia de games, ficaram um pouco perdido. O roteiro não colabora com os leigos, a impressão que passa é que o roteiro foi escrito e voltado para os fãs, mas nem isso deu certo. É o típico filme que sofre por ter um mau roteiro. O problema no roteiro começa com explicações falhas, explicando demais algumas coisas ao ponto de se tornar repetitivo, enquanto outras não são explicadas.

As personagens não causam empatia, tem um desenvolvimento raso. Temos a apresentação de um vilão (Dr. Alan Rikkin) que quase não interage durante o filme, dando a sensação de um espectador, já que ele fica à espera das coisas acontecerem para tomar os créditos. Temos a introdução de personagens que estão ali apenas por estarem, porque não agrega valor, já que não tem a sua importância explicada e nem demonstra grandes feitos. As mortes não causam sentimento algum, além de um pensamento de “mais um morrendo na batalha”. E quanto ao personagem principal, acho que perdi alguma coisa com relação a ele, porque Callum passa de um criminoso assassino para um herói.

assassins-creed

O que falar sobre a fotografia, já que eu gosto e desgosto dela? Vou tentar explicar. Os cenários com relação as regressões, no período da Espanha Inquisidora me agradou bastante, mas o uso em excesso dos tons alaranjados me incomodou um pouco. E quando o filme é classificado como ação, se espera que tenha muita ação. O filme entrega isso, porém de forma prejudicada, os efeitos de CGI, que tinham tudo para serem incríveis e os movimentos de lutas foram em sua maioria prejudicados pelos efeitos de fumaça e areia utilizados. Fiquei imaginando se o filme fosse em 4D, eu tinha passado grande parte do filme tossindo. E por falar em outras dimensões, o 3D não desempenha um grande papel.

Com relação a direção de Justin Kursel, em alguns momentos achei um pouco perdida, sem saber onde focar durante as cenas de ação com o parkour.

Não é só de pontos negativos que essa crítica terá, o filme também teve seus pontos positivos, os movimentos de lutas, os golpes foram bem valorizados, com brutalidade na medida – lembrando os games, porém senti falta de sangue. As tomadas aéreas foram belíssimas. Ah, e não posso deixar de falar da trilha sonora, foi excelente, é uma das coisas que mais me empolgou.

Resumindo, “Assassin’s Creed” é um filme que vai gerar falatório, têm pessoas que irão amar, e irão torcer para que tenha uma continuação, porque sim, há margem para uma continuação, já que podemos dizer que não tem bem um final. E tem outros que dirão que o filme foi uma decepção. Em qual você vai se enquadrar, só assistindo para saber, só posso dar uma dica, não vá com grandes expectativas para não se frustrar caso elas não sejam atingidas.

yasmin
Sobre yasmin

Uma menina apaixonada por livros e que com eles já conseguiu passar por situações muitas vezes impossíveis.Curso a faculdade de jornalismo.

 

COMENTÁRIOS

  • Lara Caroline

    Oi Yasmin, tudo bem?
    Que pena que o filme não te agradou tanto, eu pretendia assisti-lo após ler os livros, mas dei uma desanimada por saber dessas falhas. Não sei porque é tão difícil fazerem uma adaptação que seja ao menos um pouco parecida com o modelo original.
    Beijos

    • Yasmin

      Sim, parece difícil para Hollywood fazer isso!

  • Alessandra Fernandes

    Oi, Yasmin!
    Quando vi anunciando o filme, imaginei que seria uma grande adaptação. Lendo sua crítica, confesso que desanimei em assistir, pois não conheço nada sobre os livros ou o jogo e acredito que, como você falou, ficarei perdida.
    Bjs!