Especial Terror: “Jogos Macabros” – R. L. Stine

EM Resenhas
yasmin
5 meses atrás

jogos-macabrosLivro: Jogos Macabros
Autor: R. L. Stine
Nota: 3/5
Editora: GloboAlt
Páginas: 280

A família Fear sempre foi conhecida pelas histórias de terror e por parentes insanos, mas apesar desse mito que envolve o nome da família, nossa protagonista decide ir contra tudo isso para viver um relacionamento com Brendan Fear… Rachel sempre teve um crush pelo mais jovem membro da família Fear, e embora eles sempre tenham estudado juntos, Brendan nunca sequer prestou atenção nela, pelo menos até convida-lá para comemorar seu aniversário na Ilha do Medo, na casa de veraneio da família. Depois de ignorar a todos sobre o perigo de ir nessa festa, Rachel começa a perceber que de mito as histórias dessa família não tem nada, e as todas essas lendas de terror podem significar o início de uma série de assassinatos.

Depois de vários sucessos com contos de terror para o público mais jovem, como “Goosebumps”, R. L. Stine retorna com esse livro que mesmo criando alguns sustos, é uma história que se torna cansativa devido à certa repetição de fatos.

“A imagem do corpo de Patti todo retorcido no chão do quarto apareceu outra vez na minha mente. E me lembrei do bilhete escrito à mão: Alguém quer jogar Twister?
Alguém está querendo jogar, pensei. Jogos macabros.”

“Jogos Macabros” é uma mistura de livro de terror com thriller psicológico para o público mais jovem, então para quem está começando agora ou quer adentrar nesse gênero literário, essa pode ser uma ótima história de partida. Dividida em quatro partes, a trama cria em cada uma delas um clima de terror e acontecimentos macabros, no entanto, isso também estraga um pouco o desenvolvimento da história, já que ocorre quebras no enredo, e quando comecei a ler a última parte do já fiquei imaginando: “nossa, será que ele vai repetir a terceira parte?”. A história é boa, mas estava esperando muito mais por esse ser o retorno do autor.

jogos-macabros1

O bom desse livro é que a personagem Rachel foge dos estereótipos de menina/mulher de livros ou histórias de terror; ela não é uma pessoa medrosa (pelo menos não muito) não é histérica é sempre tenta sair da situação sozinha, na verdade, ela é uma protagonista que quer salvar a sua vida e a dos seus amigos no processo. Já Brendan, é um personagem super estranho e que ajuda a criar esse ar de mistério e suspense da história, mas apesar dos seus elementos de jovem louco, não é um personagem forte o suficiente para as quatro partes da história, se tornando alguém secundário ao longo do livro.

“- Alguém estava tentando nos alertar. Alguém estava tentando muito nos assustar.”

R. L. Stine poderia muito bem ter escrito um livro incrível se ele tivesse parado na terceira parte, depois de alguns sustos dos personagem iria ficar aquela dúvida sobre o que poderia acontecer com eles, mas a quarta e última parte acabou quebrando o enredo e deixando a trama muito mais cansativa e irritante, pois você ler toda a história imaginando que não é nada menos que uma repetição de fatos. “Jogos Macabros” é um terror interessante para o público infantil (para quem não tem muito hábito de leitura), mas para um público infantojuvenil que está inserido nesse mundo literário, pode achar a trama um pouco fraca.

yasmin
Sobre yasmin

Uma menina apaixonada por livros e que com eles já conseguiu passar por situações muitas vezes impossíveis.Curso a faculdade de jornalismo.

 

COMENTÁRIOS

  • Alessandra Fernandes

    Uma festa de aniversário que acontece em um lugar chamado Ilha do Medo, não pode acabar bem, né?
    Enfim, apesar de ter desanimado um pouco em relação da história ser repetitiva em diversos momentos, acredito que a trama irá me proporcionar uma boa leitura, pois li poucos livros com esta temática e portanto ainda não me acostumei. Espero ser surpreendida.
    Bjs, Yasmin!

    • Yasmin

      O que me irritou foi a repetição de assunto de uma parte para outra.

  • Lara Caroline

    Olá!
    Adorei a sua resenha, já tinha visto este livro e de cara tinha me interessado pela sinopse e pela capa. Quero muito lê-lo pois adoro thriller e acho que vou gostar da experiência.
    Beijos