Especial Guerra: “Fique Onde Está E Então Corra” – John Boyne

EM Drama
yasmin
6 meses atrás

fique-onde-esta-e-entao-corraLivro: Fique Onde Está E Então Corra
Autor: John Boyne
Tradutor: Henrique B. Szolnoky
Nota: 5/5
Editora: Seguinte
Páginas: 224

Mais um especial que se inicia e, desta vez, escolhemos falar sobre um tema que afetou e mudou muito o mundo: A Primeira e a Segunda Guerra Mundial! Para dar início a essa semana que será repleta de lágrimas, afinal de contas, é quase impossível não se emocionar com essas histórias – reais ou fictícias -, escolhi o livro de um autor que já nos fez chorar muito com outra obra sobre guerra.

“Todas as noites, antes de dormir, Alfie Summerfield tentava recordar como era a vida antes de a guerra começar. E a cada dia era mais e mais difícil ter uma lembrança clara.”

Em “Fique Onde Está E Então Corra” temos mais uma história linda do John Boyne que é narrada pela perspectiva de um menino que, assim como em “O Menino do Pijama Listrado”, não entende o significado dessa guerra. Alfie Summerfield completou cinco anos no dia em que começou a Primeira Guerra Mundial, mas para alguém tão novo, a única coisa que Alfie percebeu foi a falta dos seus amigos no seu aniversário, os adultos cochichando pelos cantos e sua avó que não parava de falar que todos estavam perdidos. Quatro anos depois do seu aniversário, muitas coisas mudaram na vida do Alfie, pois agora ele se transformou no homem da família, visto que seu pai foi para a guerra e há dois anos não manda nenhuma carta, sua mãe trabalha como enfermeira e ele a ajuda engraxando os sapatos de algumas pessoas na estação de King’s Cross. Para Alfie, seu pai está morto, mas tudo muda quando um dos seus clientes pode ter revelado a verdadeira localização do seu pai…

“Ele não sabia como deveria se sentir. Esse era o problema da guerra, percebeu. Deixava tudo tão confuso!”

John Boyne conseguiu mais uma vez a sagacidade de capturar a inocência de uma criança em momentos difíceis e onde o medo está presente em todos os cantos da sociedade, de forma brilhante, simples e muito emocionante. Embora esse livro seja uma história curta, nós temos uma lição de vida de um menino que aos poucos vai aprendendo sobre a vida – e as dificuldades que muitas vezes precisamos enfrentar. O mais incrível desse livro é ver como uma criança pode ser tão inocente em alguns casos e tão inteligente em outros, por exemplos, achar que 21 anos é ser uma pessoa muito velha e ao mesmo tempo compreender que essa guerra é a culpada pela sua melhor amiga ser considerada uma invasora, mesmo nascendo em Londres.

fique-onde-esta-e-entao-corra1

A Primeira Guerra Mundial ficou conhecida como a guerra das trincheiras, então, diferente das famílias que poderiam ser bombardeadas na sua casa na segunda grande guerra, isso não era possível na primeira, então Alfie não sente diretamente os males da guerra, ele não vive em um lugar que pode explodir a qualquer momento, no entanto, John Boyne não deixou de tratar sobre as pessoas que foram para a guerra e como elas saíram de lá, afinal de contas, tudo mudou, o mundo mudou, as pessoas, as crianças, e todos precisam conviver com o que viram daquela época…

“O jeito como falavam, o absurdo de cada frase. Eram coisas que ele nunca esqueceria, que influenciariam o homem que ele se tornaria.”

Eu nunca tinha lido nada do John Boyne, ou melhor dizendo, eu nunca li uma história dele sobre guerra – embora já tenha assistido e chorado horrores com “O Menino do Pijama Listrado” – então fiquei deslumbrada com a capacidade que esse autor tem de emocionar sem precisar colocar muito drama, ensinar lições – que nesse caso foi como o mundo pode te transformar – de maneira simples e muito delicada e criar personagens jovens que são muito maduros e estão tentando entender todas essas mudanças que ocorreram a sua volta.

yasmin
Sobre yasmin

Uma menina apaixonada por livros e que com eles já conseguiu passar por situações muitas vezes impossíveis.Curso a faculdade de jornalismo.

 

COMENTÁRIOS

  • Lara Caroline

    Oi!
    Li O Menino do Pijama Listrado a 3 anos atras e desde aquele dia me apaixonei pelo John Boyne. Eu amei o jeito como ele contou a história pelos olhos de uma criança e acredito que eu também iria amar essa história. Tenho vários livros do autor na minha wish list e este está entre eles. A capa deste livro é muito linda e a história promete ser melhor ainda.

    • Yasmin

      Ainda não li O Menino de Pijama Listrado, mas tenho muito vontade de ler 🙂

  • Alessandra Fernandes

    É realmente fascinante esse talento que o Boyne tem de trabalhar tão bem com as crianças, né? Ver o ponto de vista inocente de uma criança sobre a guerra é muito interessante e foi essa escolha de narrativa que definiu todo o livro. A beleza das palavras e dos sentimentos, a pureza e inocência de Alfie, a bela mensagem de amor e de perseverança em cada linha, tornou a história completamente encantadora.
    Bjs!

    • Yasmin

      Sim <3