Com novo diretor, “Star Treck: Sem Fronteiras” surpreende

EM Cinema
yasmin
8 meses atrás

Star-Trek-Sem-Fronteiras-posterStar Trek: Sem Fronteiras (Star Trek: Beyond – EUA, 2016)
Direção: Justin Lin
Estrelando: Chris Pine, Zachary Quinto, Zoe Saldana, Karl Urban, John Cho, Anton Yelchin, Simon Pegg, Sofia Boutella
Nota: 4/5
Duração: 122 min
Distribuição: Paramount Pictures

“Star Trek: Sem Fronteiras”, terceiro filme da franquia, comemora 50 anos desde que a série de TV foi criada em 1966. Ele conta com a direção de Justin Lin (conhecido por diversos filmes da franquia “Velozes e Furiosos”), em vez do antigo diretor J. J. Abrams, que além de ter sido responsável pelos dois filmes anteriores, tem uma experiência vasta no gênero sci-fi e fantasia, como: “Lost”, “Star Wars – O Despertar da Força” e “Super 8”.

Complementando os dois primeiros longas, a nova versão dos fatos vivenciados pela tripulação da U.S.S. Enterprise se mostra bem mais energética e com menos momentos de diálogos do que a série original, deixando o filme bastante interessante.

Star-Trek-Sem-Fronteiras

Desta vez, vemos Kirk (Chris Pine) e Spock (Zachary Quinto) refletindo sobre suas próprias escolhas e caminhos a serem trilhados, em razão dos acontecimentos dos primeiros filmes. Entretanto, devido a um pedido de socorro, eles são levados a conhecer o antagonista que além de ser uma ameaça a vários planetas, é também à Frota Estelar. O filme além de trazer foco aos dois amigos, dá mais personalidade a antigas personagens, como Uhura (Zoe Saldana), McCoy (Karl Urban), Sulu (John Cho), Chekov (Anton Yelchin) e Scotty (Simon Pegg), e também introduz outras novas como Jaylah (Sofia Boutella).

O vilão, que desta vez é Krall (Idris Elba), tem sua história a todo momento interligada ao enredo principal, sem que nenhum detalhe seja desperdiçado ou desnecessário durante o longa. Suas verdades só são esclarecidas, no entanto, no final do filme, assim juntando todas as peças do quebra-cabeça distribuídas anteriormente.

Star-Trek-Sem-Fronteiras1

“Star Trek: Sem Fronteiras” conta também com um visual excelente, efeitos que tiram o fôlego com planetas e suas características peculiares, variedade de ambientes e personagens. Além disso, temos a participação de Rihanna na trilha sonora com a música Sledgehammer, composta pela cantora e compositora Sia, junto com várias outras produzidas por Michael Giacchino.

Infelizmente o ator Anton Yelchin, responsável pelo carismático Chekov fez sua última participação na franquia devido à sua morte em um acidente. Outra perda no universo de “Star Trek” foi a do ator Leonard Nimoy, que interpretava Spock na série original, sendo homenageado diversas vezes pelo próprio filme.

yasmin
Sobre yasmin

Uma menina apaixonada por livros e que com eles já conseguiu passar por situações muitas vezes impossíveis.Curso a faculdade de jornalismo.

 

COMENTÁRIOS

  • Alessandra Fernandes

    Yasmin, eu estou desesperada para assistir este filme desde que vi o trailer, e fiquei ainda mais empolgada em ler a sua crítica. Os personagens, história, figurino, trilha e efeitos visuais mostram ter sido muito bem produzidos. Já estou esquentando o milho da pipoca na panela 😉
    Bjs!

  • Vitória Santos

    Eu gosto mas não sou uma grande fa mas ainda assim fico animada quando vejo notícias de lançamento porque gosto de ir no cinema assistir. É uma pena que atores com personagens tão marcantes não poderão estar la quando o filme estreiar mas eu aí os fãs senore irão lembrar se deles.
    Abracos.