“Uma Noite com Audrey Hepburn” é o retorno da clássica (e boa) chick-lit

EM Chick-lit
yasmin
1 ano atrás

Uma-noite-com-audrey-hepburnLivro: Uma Noite com Audrey Hepburn
Autor: Lucy Holliday
Série: Uma Noite Com… – Livro 1
Nota: 5/5
Editora: Harper Collins Brasil
Páginas: 272

Lucy Holliday utilizou todos os clichês dos chick-list, porém, de uma maneira muito original!

“É alguém empoleirado, na verdade, no braço do sofá. E esse alguém é Audrey Hepburn.”

No primeiro livro da trilogia que acompanha as divertidas – e loucas – aventuras da Libby Lomax, a história apresenta um enredo recheado de momentos divertidos e muitas confusões (e indecisões) amorosas. Libby nunca quis ser atriz, mas de tanto a sua mãe sonhar com isso e levá-la a várias audições desde pequena, ela acabou se tornando uma ótima figurante, pelo menos até colocar fogo na própria cabeça e perder seu único emprego, além de pagar mico na frente do astro Dillon O’Hara. Apesar do momento vergonhoso que sofreu durante as gravações, Libby quer apenas seguir em frente enquanto supera essa situação, mas para isso, ela poderá contar com algumas dicas de ninguém menos que sua ídola Audrey Hepburn.

Uma-noite-com-audrey-hepburn1

Esse livro foi uma surpresa divertidíssima! Com personagens sarcásticos, um triângulo amoroso que conquistou meu coração – embora eu tenha meu shipp favorito na história -, e situações muito engraçadas, há um bom tempo que eu não ria tanto com as aventuras de uma personagem maluca que quer apenas descobrir quem é e o que quer fazer da sua vida. Lucy Holliday resgata aquele velho estilo chick-lit, no qual a história não tem muito drama, mas que consegue debater temas como família, relacionamento, insegurança feminina (tanto com o corpo como a carreira), e mantendo um clima leve e muito divertido em toda a trama.

“Não. Não! Isso não foi sexy. E não foi sequer o que eu pretendia dizer. Na minha cabeça, eu ia falar alguma coisa sobre ele ser sortudo ou cuidar bem do amuleto.”

Embora seja uma trilogia, esse livro consegue dar um encerramento digno para a história, porém, ainda manteve muitas dúvidas para serem respondidas nas continuações – principalmente sobre a família de Libby e seu futuro. Libby é uma personagem muito confusa, e apesar de ter quase 30 anos, ela ainda não amadureceu o bastante para enfrentar sua mãe, escolher seu emprego ou ser uma pessoa independente e que não se afete tanto com o que os outros falam ou fazem com ela. A história desenvolve muito essa parte pessoal, deixando um pouco os relacionamentos amorosos de lado para serem trabalhados no segundo livro, visto que a atriz que vai ajudá-la entender mais desse assunto.

Uma-noite-com-audrey-hepburn2

“Uma Noite com Audrey Hepburn” é uma mistura de livro para fãs da Audrey com um ótimo chick-lit para quem é apaixonado pelo gênero. Esse livro entrou para a minha lista de favoritos, pois não abusa de nenhum tema abordado, e todos que foram retratados são de maneira tão suave e divertida que você nem percebe como a autora está tratando de assuntos tão sérios. Estou bem animada para ler a continuação – e talvez finalmente ver meu shipp favorito -, mas principalmente para ver mais das loucas aventuras dessa personagem que parece estar finalmente encarando as dificuldades da vida, em vez de se esconder por trás dos seus filmes favoritos.

yasmin
Sobre yasmin

Uma menina apaixonada por livros e que com eles já conseguiu passar por situações muitas vezes impossíveis.Curso a faculdade de jornalismo.

 

COMENTÁRIOS

  • Karina Carvalho

    Aaaaah quanto amor! Achei que esse livro seria um stand alone ( pouquissimas vezes eu comemoro ter continuação rs,mas fiquei feliz de saber que é trilogia e vão ter mais) lendo a resenha so reforçou minha vontade de ler , pois apaixonada pela capa eu já era ….<3

  • Cris Setúbal

    Gente, como assim ela coloca fogo na própria cabeça? kkk mds.
    Apesar de ter abusado um pouco dese gênero, eu vou dar uma chance a esse livro. Gosto muito de histórias leves e despretensiosas, e acho que tô precisando dar umas boas risadas. Só estou com um pé atrás em relação a Libby, já que ela já tem 30 anos mas ainda “não é dona da própria vida”, só espero que ela amadureça nos próximos livros. Já adicionei na lista e pretendo ler em breve 🙂
    Ah, e essa capa é linda, bem chick-lit mesmo <3
    Beijo!

    • Yasmin

      Também estou na torcida 🙂

  • David Galan

    Uma leitura leve e que acerta em todos os pontos até no uso dos clichês, divertido e para ler de uma vez só, muito legal essa homenagem a Audrey Hepburn, fazendo com que ela dê conselhos para Libby, é uma personagem que precisa amadurecer muito ao longo dos livros para poder se descobrir debaixo das imposições da mãe, esse eu leria.

    • Yasmin

      Sim, esse livro é muito bom. Torcendo para que os próximos continuem assim.

  • André Dos Santos Galdino

    Essa é a boa e velha fórmula que se usada da forma certa,
    boa escrita e personagens carismáticos, cativa o leitor e prende até a última
    página, mesmo sendo um gênero mais tranquilo, com boas doses de comédia e um
    romance sem grandes complicações, o livro é simples, com algumas coisas conhecidas
    pelos leitores e nem por isso perde a qualidade, mérito da autora.

  • Cristine Sperche

    Eu estou lendo e amando! Entendo quando se refere ao shipp, e com certeza deve ser o mesmo que o meu! rs
    Eu comprei logo os dois livros de cara, não me arrependo de ter feito isso, já vou entrar no outro logo em seguida, uma pena ainda não ter saído o terceiro, vou ficar com a ansiedade alta até lançar 🙁

    Adorei o post, retratou perfeitamente bem!

    • Yasmin

      Sim, esse livro é muito divertido…
      Estou com o segundo e é uma das minhas próximas leituras.