“Vivian Contra a América” é uma continuação não tão badass

EM Resenhas
yasmin
1 ano atrás

Vivian-contra-a-americaLivro: Vivian Contra a América
Autor: Katie Coyle
Tradutor: Flora Pinheiro
Série: Vivian Apple
Nota: 4/5
Editora: Agir Now
Páginas: 224

Continuação incrível, mas que infelizmente se perde devido aos vários elementos explorados!

O segundo livro, e pelo visto o último, da série “Vivian Apple” traz novamente esta protagonista badass com a missão de desmascarar a fraude que é a Igreja Americana e mostrar para todos – Crentes ou Descrentes – que os verdadeiros ‘anjos’ por trás de tudo isso estão apenas visando o lucro. Depois de descobrir que o dia do ‘Arrebatamento’ foi apenas mais uma invenção e perceber que todos que desapareceram, incluindo o Pastor Frick, estão escondidos ou mortos, Viv está determinada a mostrar a verdade. Enquanto tenta resgatar Peter, Viv e Harper só podem contar com a ajuda da milícia de Amanda, que é capaz de tudo para parar a igreja, se quiserem escapar dessa situação, principalmente que nada parece creditar a história das duas…

“O único jeito de acabar com a corporação é contar a verdade para o maior número de pessoas que conseguirmos.”

“Vivian Contra a América” foi bom, mas não tanto quanto o primeiro! Nessa mistura de distopia com YA mais dramático, Katie Coyle se perde ao mesclar os sentimentos e desafios que cada um dos personagens precisa superar ao mesmo tempo em que discute sobre o controle que a Igreja Americana exerce sobre as pessoas e o Estado, sem contar os eventos climáticos que estão cada vez mais destruindo o planeta. Apesar das ótimas abordagens para serem trabalhadas, Coyle não conseguiu explorar nada muito bem, trazendo um excesso de elementos que mais atrapalhou do que enriqueceu a trama e, até mesmo, apresentando falhas devido a esse excesso.

Viv, uma personagem marcante e maravilhosa no primeiro livro, se perdeu nesta história. Por não saber o que aconteceu ou está acontecendo com Peter, ela acaba se tornando uma pessoa carente e levemente desesperada, no entanto, apesar dessa recaída, temos o amadurecimento marcante e importantíssimo da Harper, a guerreira master deste livro. O incrível deste enredo, um dos motivos para eu ter continuado com a minha nota 4 apesar de não ter superado o primeiro, foi a apresentação de novos personagens e também o retorno de alguns que já foram apresentados, para ajudar Viv e Harper nessa busca imprevisível que revela mais sobre a ganância e o medo do ser humano.

“- É perigoso dizer essas coisas em voz alta. É perigoso falar a verdade e acreditar nela. É mais seguro dizer que o Arrebatamento foi uma esquisitice alienígena.”

De maneira geral, “Vivian Apple” é uma excelente série, pois consegue abordar assuntos como preconceito, consumismo, controle de massa por meio de propagandas e até o amadurecimento. Porém, infelizmente, “Vivian Contra a América” se tornou uma história confusa, pois apesar de ter um objetivo, que é desmascarar a igreja, Coyle criou vários outros pequenos novos objetivos que atrapalharam o maior deles, além de não terem sido todos encerrados no final. Gostei desse livro, mas fiquei um tanto quanto irritada com o final, no entanto, Katie Coyle ainda é uma ótima autora do YA, sendo uma ótima leitura apesar desses percalços.

yasmin
Sobre yasmin

Uma menina apaixonada por livros e que com eles já conseguiu passar por situações muitas vezes impossíveis.Curso a faculdade de jornalismo.

 

COMENTÁRIOS

  • João Victor Muniz

    Nossa eu não imaginava que esse livro mexia com algo tão polêmico, jamais imaginei que se tratava de “tretas religiosas”. Creio que a autora quis caud=sar com esse tema pra história. Tenho visto várias críticas positivas sobre esse e o outro volume da série.

    • Yasmin

      Eu adorei o outro, mas esse ela meio que se perdeu :/

  • suzana cariri

    Oi!
    Li a resenha do primeiro livro da serie Vivian Apple que me deixou com muita vontade de ler e lendo a resenha do segundo gostei bastante principalmente dos temas abordados mas por ela ter acabado se perdendo fique com aquela sensação que o livro podia ter sido melhor !!

    • Yasmin

      Sim, terminei o livro é legal, mas poderia ter sido melhor

  • David Galan

    Quando se quer debater vários assuntos em tão poucas páginas só pode acontecer isso, falar de tudo um pouco e de maneira superficial e não se aprofundar em nada, não acrescenta nada e pior acaba atrapalhando, eu tenho o primeiro livro e ainda não li, estava bem empolgado com esse segundo, agora vou dar uma maneirada na expectativa, uma pena que um segundo volume que tinha tudo para ser ótimo em todos os aspectos tenha pecado pelo excesso e derrubado a qualidade, vou dar uma chance claro, mas não nego que já fiquei um pouco decepcionado.

  • Ana Claudya

    Ai gzuis! Li o primeiro e agr com essa resenha estou com medo do segundo! Não sei se seria capaz de perder o Peter. Tipo é meu crush literário💔 nem li os coments com 😱 medo.