Mais um livro da série “Never Sky” que mistura brilhantemente distopia sci-fi com romance

EM Distopia
yasmin
1 ano atrás

pela-noite-eterna-never-sky2Livro: Pela Noite Eterna
Autor:
Veronica Rossi
Tradutor:
 Alice Klesck
Série: Never Sky – Livro 2
Nota: 4/5
Editora: Rocco Jovens Leitores
Páginas: 304

Veronica Rossi esclarece algumas dúvidas e mostra um pouco sobre o futuro dos personagens!

No segundo livro da trilogia “Never Sky”, encontramos novamente essa mistura de distopia sci-fi com romance, e que ainda funciona de maneira maravilhosa. Ser expulsa do Núcleo, ajudar Perry no resgate do seu sobrinho Talon e descobrir que sua mãe está morta foi só o começo da jornada, pois agora Ária precisa descobrir onde fica o Azul Sereno, único lugar em que o céu do Éter não existe. Enquanto isso, Peregrine/Perry ainda precisa conquistar a confiança dos Mares, pois vencer seu irmão não é o suficiente para torná-lo um Soberano de Sangue respeitado pelo povo. Duas pessoas que se apaixonaram e agora precisam se separar para conseguirem completar suas missões antes que uma tempestade do Éter mate a todos que eles amam.

“O Éter, pensou ela. Isso era tudo que os Ocupantes e os Forasteiros tinham em comum. Pois ameaçava os dois lados.”

“Pela Noite Eterna”, assim como sempre acontece em segundo livro de trilogias, é uma história de passagem, que serve para guiar os personagens para sua verdadeira missão. No entanto, apesar de não ter grandes reviravoltas ou um desfecho marcante, Rossi conseguiu construir uma história bem amarrada e viciante, principalmente devido às trocas constantes de POV entre o Perry e Ária, sendo que um capítulo é narrado por ela e outro por ele, continuamente até o final; isso criou certa expectativa sobre a situação que cada um deles precisava superar, visto que ambos estavam em situações completamente diferentes, mas bem complicadas.

pela-noite-eterna-never-sky2-1

O que me irritou bastante foi a inocência da Ária, principalmente por ela ter sido traída por tantas pessoas em “Sob O Céu do Nunca”; essa questão de tomar atitudes precipitadas sem pensar nos pontos negativos realmente atrapalhou o desenvolvimento da história. Tirando isso, Rossi soube manter o mesmo nível do primeiro livro, apresentando novas problemáticas – a não ser o Éter, que é uma constante na história – inserindo novos personagens que são importantíssimos para o desenvolvimento do enredo, além de criar uma importância para alguns personagens que foram apenas citados no começo da série, mostrando que todos os personagens apresentados têm sua importância.

“- Você já é uma Forasteira. Você se encaixa em todos os lugares. Apenas não vê isso.”

Realmente gostei mais de “Pela Noite Eterna”! Uma história que consegue trazer elementos sci-fi e trabalhar a distopia, com governos opressores ou pessoas que querem a todo custo comandar a todos. O livro é uma constante que aumenta as expectativas para o final, visto que agora eles precisam correr contra o tempo se quiserem sobreviver a essas horríveis tempestades do Éter. Gostei principalmente de como Rossi aprofundou a questão dos Sentidos, da importância deles para a sobrevivência do lado de fora e como isso pode transformar a pessoa em um verdadeiro soldado, mesmo que não tenha sido treinado a vida inteira para isso.

Estou bem animada pelo último livro e espero que a Rocco publique ainda esse ano.

yasmin
Sobre yasmin

Uma menina apaixonada por livros e que com eles já conseguiu passar por situações muitas vezes impossíveis.Curso a faculdade de jornalismo.

 

COMENTÁRIOS

  • João Victor Muniz

    Eu não conheço a série, mas pelo que li na resenha parece legal apesar de muita coisa aí pra mim que não sou leitor da série não fazer sentido. Gostei dessa coisa que parece meio que uma saga pela busca de uma missão de algo importante que pode mudar todo o rumo da história. E se tem um pouco de distopia já ganha pontos comigo. rsrs

  • suzana cariri

    Oi!
    Li uma resenha do primeiro livro de Never Sky que gostei muito e lendo a resenha da continuação gostei da historia e ela está na minha lista de leitura e os pontos que você colocou acho que podem me irrita pois espera que a personagem tivesse um crescimento maior ao longo da serie !!

  • David Galan

    Acredito que seja publicado esse ano sim, para encerrar essa trilogia, a autora criou um mundo realmente muito interessante e personagens que precisam fazer o que é necessário para sobreviver e salvar tudo aquilo que eles amam, o romance fica em segundo plano diante dos acontecimentos mais intensos que o livro vai tendo, a alternância de pontos de vista também deixa o ritmo mais rápido e aumentando o nível de ansiedade. Apesar de alguns pequenos erros no desenvolvimento de personagens como você cita Ária, no geral é um livro muito bom e que não sofre da maldição do segundo,rs.

    • Yasmin

      Estamos na torcida, principalmente por essa série ter ficado dois anos parada.