Reino Escondido dirigido por Chris Wedge

EM Críticas
4 anos atrás

Reino Escondido é o oitavo longa-metragem animado da Blue Sky Studios, empresa – do grupo 20th Century Fox – especializada em animações CGI (imagens geradas por computador). Tendo em seu acervo Rio e A Era do Gelo, o estúdio volta a adaptar o talentoso William Joyce.

 
William Edward Joyce é o recém oscarizado, premiado pelo curta-metragem The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore (2011), no qual dirigiu e roteirizou. Sendo, primeiramente, escritor e ilustrador de histórias infantis, têm suas obras adaptadas para diversas mídias a bastante tempo. Joyce, inclusive, já trabalhou na parte conceitual e design de artístico de Toy Story (1995). Em Reino Escondido teve a felicidade de encontrar um diretor competente como Chris Wedge e adaptou, com mais quatro roteiristas, seu livro The Leaf Men and the Brave Good Bugs, de 1996.
 
Último filme que Wedge dirigiu foi Robôs (2005). Neste intervalo de oito anos produziu vários projetos, inclusive a franquia A Era do Gelo (2002) e o filme Rio (2011). Agora o oscarizado – Wedge ganhou um Oscar pelo seu curta-metragem Bunny (1999) – volta em grande estilo, comandando de maneira criativa e segura Reino Escondido.
 
A história conta sobre Maria Catarina, ou MC, cuja mãe morreu e a adolescente se vê obrigada a ir morar com seu pai, Bomba, um cientista maluco que vive perto de uma floresta e está atrás de pessoas pequeninas (elas existem, mas ninguém acredita nele). Aficionado e intenso em sua pesquisa para desvendar as pessoas minúsculas, obtém específicos equipamentos de alta tecnologia para desvendar e provar que eles existem. Um dia MC vai atrás do cachorrinho de estimação Ozzy floresta adentro e acaba virando uma pequenina também.
De tradução literal, e que ainda não foi publicado no Brasil, o livro que o filme se baseou chama-se Os Homens-Folha e os Insetos Bons e Valentes. A base da história é o bem versus o mal (como de praxe para uma história infantil). Se os pequeninos não são novidade no cinema, vide o filme recente do estúdio de animação japonês – Studio Ghibli – chamado O Mundo dos Pequeninos, pelo menos não veio deste a ideia original. Joyce já escreveu sobre pessoas pequenas já em seu primeiro livro, intitulado George Encolheu, de 1985. A originalidade do longa se dá, então, pela arte conceitual e o CGI 3D. É deslumbrante assistir esse filme no formato 3D. A direção elegante de Wedge nos faz entrar na história de maneira fácil, ajudado pela montagem ágil de Andy Keir e Tim Nordquist.
 
Da fotografia à trilha sonora, tudo é escolhido com muito cuidado e da maneira equilibrada. O filme não se excede e tem sua força dramática e suas piadas bem colocadas. Emociona e diverte pais e filhos. Quanto à dublagem brasileira, posso dizer que ela está muito boa, inclusive a de Murilo Benício que interpreta o pai de MC. O ator não é flexível e sua mesma voz já característica e estereotipada pode estragar a experiência para alguns.
 
Reino Escondido não é moralista e passa sua mensagem de maneira super positiva e suave. É uma aventura estonteante, além de ser um espetáculo visual. E se a animação Detona Ralph abriu o ano de 2013 em grande estilo nos cinemas brasileiros para o gênero, a tendência deste ano é superar o fraco ano de 2012.

Resenha por: Erasmo Penteado, colunista. (@p_erasmo)

Epic (EUA, 2013)
Direção:Chris Wedge
Estrelando: Amanda Seyfried, Josh Hutcherson, Steven Tyler
Duração: 102 min.
Distribuição: Fox Filmes
Sobre

 

COMENTÁRIOS

  • Eu gosto bastante de animações! Não vou ao cinema para assisti-los, mas quando sai o DVD ou passa na tv assisto sempre.
    Com certeza Reino Escondido sera um que vou assistir.
    Beijos

  • Rafaela Saturnino

    Eu adoro animação, mas dificilmente eu assisto eles no cinema, então vai demorar um pouco pra mim assistir, mas vou assistir sim, gostei da indicação.

  • Bianca…

    Eu amoo animação!! Sempre acompanho minha irmazinha ao cinema, pareço criança tambėm kkkkk
    Desde que vi o trailer estou doida pra assistir, logo, logo vou conferir e de preferencia em 3D 😀
    A historia parece ser muito legal. Adorei saber um pouco mais sobre o filme 🙂
    Beijos

  • Rissia Ribeiro

    Gente eu tenho 15 anos mais adoro uma animação como meu pai ^^ Quero assistir esse filme logo, eu estava esperando para ver ele faz um bom tempo … vou ver se consigo assistir em 3D

  • Nattacha

    Gente, que filme mais gracinha né ;D tá que já não sou mais criança a alguns anos haha, mas eu adoro animações assim porque todo o trabalho gráfico realizado neles é incrível, admiro demais as animações da Blue Sky. A experiência de vê-lo em 3D deve ser realmente maravilhosa *-* Espero ver esse filme em breve, e junto com meu irmão menos que fica todo encantado com as lições que esses filmes passam!
    Adorei :*